18 de nov de 2016

Desabafos: A expectativa do Cabelo Natural tipo 4 x Indústrias x Ansiedades


Meu crespo natural sem fitagem 

Olá pessoal, tudo bem?
O maior problema de quem está em transição ou fez o Big Chop é a expectativa de que o cabelo fique igual aos das Divas crespas que tem a tendência à super definição, no qual os cabelos crespos formam pequenos e perfeitos caracóis, com um anelado delicado.

Acontece que muitas pessoas entram na transição sem saber ao certo qual o seu tipo de cabelo, o qual muitas das vezes não tem como saber, pois a tendência do cabelo quimicado por anos é ter o primeiro crescimento em scab hair, que é aquele cabelo indefinido com forma estranha e ressecado.

E sempre existem as inspirações, pois procuramos incansávelmente quem tenha um cabelo parecido com o nosso. Mas o problema é que parecido não é igual. As curvaturas não são as mesmas, a capacidade de manter a água dentro do fio são diferentes, a capacidade de absorção de alguns componentes dos produtos pela fibra capilar diferem de pessoa para pessoa.
E levemos em conta nossa situação organica, pois uma alimentação rica e balanceada também influencia na beleza dos fios. A quantidade de água que cada um toma, situações climáticas, etc.


Eu poderia ficar horas escrevendo sobre isso e as diversas causas para um cabelo do tipo 4B/4C se apresentarem com curvaturas diferentes, texturas diferentes ao toque. Porém o que quero dizer com essa postagem é que antes de entrar em transição ou fazer o BC, aceite o seu cabelo do jeito que ele é ou for. Pois se ele não ficar igual ou parecido ao de uma Diva que você admire, provavelmente você irá se decepcionar e até mesmo culpar a Deus pelo seu cabelo, vai ficar deprimida e talvez volte para a química.

Transição é mais do que cachos, transição é mais do que um crespo definido. Transição é Aceitação.
Essa aceitação consiste em amar seu cabelo não importa a textura ou o grau de definição que ele pode ou não alcançar. Quando transitamos, temos que fazê-lo de tudo. Transitar do medo e da padronização que o mundo nos impoem todos os dias. Não é fácil. É dificil. A gente precisa se auto despadronizar primeiro.

E ainda existe a questão da situação econômica, pois há cabelos que definem e hidratam com produtos super baratinhos, há outros que definem com importados, há outros que só definem com produtos mais caros, outros que só definem bem com produtos profissionais, e há casos de crespos que definem com facilidade com qualquer produto.

Porém esses casos somente na prática vamos aprender a lidar com o cabelo natural, pois é um mundo novo. No qual foi renegado por séculos.
As indústrias há pouquissimo tempo começaram a se aperfeiçoar em lançar produtos para crespos quimicados, mas ainda está engatinhando na produção de produtos para cabelos crespos naturais. É só olhar a composição de alguns produtos lançados ditos para crespos naturais. É de partir o coração quando comparo com alguns produtos importados para cabelos crespos naturais que existem no exterior.

Percebo que as indústrias de cosméticos aqui no Brasil estão sendo forçadas a se aprimorar rapidamente pois perceberam que já perderam e estão perdendo uma boa parcela da população que deixavam rios de dinheiro nos salões e pagavam caro para fazer química de transformação. Ou que consumiam vários produtos para recuperação dos fios devido a corte químicos. E que por vezes esses produtos não funcionavam, de modo que, o ciclo de tratamento mantivesse as indústrias de produtos para cabelos sempre com um bom capital ativo e em alta, afinal só em 2014 ela faturou R$ 21,2 bilhões, 11% a mais que em 2013. Em 2015 teve um aumento considerável e subiu para R$ 42 bilhões. E 2016 ainda não terminou mas creio que esse valor tenha subido com certeza, pois estão começando a investir numa parcela crescente da população que não querem mais fazer química para mudar a estrutura do fio de cabelo.

O que me espanta é a correria em jogar nas prateleiras vários produtos que dizem ser destinados para crespos naturais, os quais se tirarmos apenas alguns minutos do nosso dia e compararmos a formulação descrita na embalagem com a formulação dos produtos que não vem com nomenclatura 4A/4B/4C , vamos perceber que os ingredientes são quase ou praticamente os mesmos. Pasmém!


Deixa eu quieta no meu canto que é melhor, já falei demais.


Beijos e fiquem com Deus.


P.S: os valores apresentados foram pesquisados nos sites G1 e no Brazil Beauty News.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são moderados. Se fez uma pergunta, volte para ler sua resposta
Seu comentário é muito importante!! Então peço que deixe seu nome/url
(identifique-se)

******Atenção críticas construtivas serão aceitas, mas comentários ofensivos serão deletados. O Blog da Preta respeita o leitor, portanto respeite a autora.*******
O art. 5° da constituição federal diz:
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;


Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
onselectstart='return false'