13 de jun de 2015

Por um País onde as empresas coloquem mais extratos naturais nos seus produtos

Foto:Capricho.abril.com.br
Olá amada(o)s tudo bem? Hoje quero desabafar com vocês, pois realmente nossas empresas de cosméticos tem muito a aprender com os estrangeiros. Que fique claro uma coisa, não estou citando empresas nem apontando ninguém. Mas fico surpresa em perceber que uma gota a mais de extratos ou produtos naturais encarecem absurdamente nossos produtos, especialmente os direcionados para cabelos afros.

Quando se propoem então a retirar parafina, parabenos e petrolatos, ai então é que os preços sobem. E fico me questionando se realmente é tão caro assim para uma empresa um extrato ou óleo vegetal, visto que consigo comprar os mesmos em lojas de produtos naturais a preços de banana.
Percebo através de videos e muitas postagens espalhadas pela internet que nós brasileiras estamos nos tornando verdadeiras cosmetólogas ambulantes, carregando praticamente a floresta amazônica e suas diversidades em nossas mentes e mãos criativas.

Se eles tem hairfinity a preços com a taxa alfandegária e a conversão do dolar nada agradáveis aos bolsos.
Nós mandamos manipular
ou vamos de pantogar, aliás algum leitor ai já usou alguns desses medicamentos para o crescimento?? Deixa nos comentários ai abaixo.

E mesmo assim dá pra substituir tudo isso por uma alimentação rica, balançeada junto com tonico gota dourada, azeite turbinado no cravo, alecrim, pau de canela e louro, rsrs. Tudo liberado para no, low poo.

Mas voltando as empresas, é revoltante ver produtos estrangeiros em prateleiras estrangeiras(sim prateleiras, drogarias, farmácias, lojinhas de bairro, supermercados) venderem as meninas dos olhos das crespas afros a preços de banana amassada e o que é maravilhoso, cheios de extratos naturais, sem a pobreza da parafina liquida.

Empresas Brasileiras(não digo todas) qual o problema de vocês? Somos um país miscigenado, temos uma flora farta, com uma gama inquestionável de acervos naturais que podem ser usados para alegria das crespas. 
Se vocês colocam duas gotinhas a mais de extratos naturais ou óleo vegetais jogam o preço pra lá de 80 a 100 reais numa miséria de potinho com 200g ou 150ml? Pois eu vos digo que a sorte de vocês é a nossa dificuldade em conseguir quem traga os produtos lá de New York City, etc, e as altas taxas de conversão, pois senão fosse isso vocês não iam ver nem a cor do nosso dinheiro.

Mas fiquem ligadas empresas, pois nós brasileiras já nos viramos nos trinta há muito tempo e já nascemos com samba no pé, já manjamos dos paranauê dos óleos, extratos e manteigas vegetais.


Agora a novidade aqui é lançarem produtos para cabelos crespos, rsrsrsrsrs, ou só nos enxergaram agora, ou viram nas crespas afros um despertar de poder econômico o que outrora nos fora negado.
Como se nunca estivessemos aqui. Vergolha alheia!

Tudo bem, não estou reclamando, mas que tal todas as empresas brasileiras saberem que nós sempre existimos e parem de uma vez por todas de negarem que não precisamos consumir produtos especificos para nossa realidade afro capilar, e capricharem nos ativos vegetais como manteigas e óleos que nossos afros necessitam e adoram. Queremos e precisamos de mais orgânicos.
foto retirada do site https://thekinkandi.wordpress.com/2014/01/
Sonhando um dia ir para New York e trazer o mundo na mala..

Beijos.

3 comentários:

  1. Oi Carla,

    também tenho percebido que as empresas brasileiras ou que operam aqui têm oferecido cada vez mais fórmulas quase totalmente sintéticas, onde encontramos poucos princípios ativos, tais como óleos, manteigas, extratos etc. Não tem nem comparação com as fórmulas das empresas gringas...
    Outro dia entrei numa perfumaria e a representante de uma empresa veio me oferecer um umidificador de cachos que devia ser uns 90% parafina, e o negócio custava cerca de R$25 por 250g (se não me engano) de produto.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Fernanda um absurdo, esses tipos de produtos a longo prazo servem apenas para deixar o cabelo desnutrido com o tempo. As gringas tem produtos maravilhosos e com preços super acessiveis nas prateleiras dos paises estrangeiros e os ativos vegetais não fazem encarecer em nada o produto deles. Agora aqui no Brasil acham que somos trouxas, só que muitas mulheres já despertaram e compram produtos mais acessíveis sem parafina e turbinam com manteigas, extratos e óleos vegetais e vitaminas. Querem nosso dinheiro, mas esquecem que cabelo afro é mais frágil e fino e precisa de muito mais principios do que mera parafina. Bjs

      Excluir
    2. Existe uma mesquinharia mesmo, quando há boa vontade as empresas podem muito bem lançar no mercado produtos de qualidade a preços razoáveis, por exemplo a Bioderm que tem uma máscara com óleos de argan, monoi e macadâmia na composição que ainda por cima é liberada para no e low poo. Há outras (poucas) marcas que oferecem produtos bem ricos e sem parafina, a Surya, a Lola...

      Excluir

Todos os comentários são moderados. Se fez uma pergunta, volte para ler sua resposta
Seu comentário é muito importante!! Então peço que deixe seu nome/url
(identifique-se)

******Atenção críticas construtivas serão aceitas, mas comentários ofensivos serão deletados. O Blog da Preta respeita o leitor, portanto respeite a autora.*******
O art. 5° da constituição federal diz:
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;


Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
onselectstart='return false'