27 de jul de 2014

Liberdade de ser Você

Olá meninas, lembram da musica da cantora Pitty, que fez sucesso com o refrão: "seja você, mesmo que seja estranho, bizarro".

E muitas outras que diziam: "seja você, não importa o que os outros digam".

Então o tema de hoje é a liberdade de ser você, não importa se é crespa, natural, quimicada, alisada.

Hoje em dia as negras que alisam são acusadas de negarem a própria raça e perderem sua identidade.



Quando leio na net frases de ódio contra negras que preferem "alisar" seus fios, eu me sinto voltando no túnel do tempo. Oras cadê a "tal liberdade?" e o respeito ao próximo? Então quer dizer que o caráter, e tudo que a pessoa é e faz, está todo nos cabelos? 

A pessoa acorda cedo, estuda, batalha para ter um bom emprego, cuida da familia, mata um leão por dia, e ela simplesmente não tem atitude pois seus cabelos estão alisados??? Sinceramente não consigo entender esse conceito.

Me desculpem mas eu não me acho na liberdade de criticar uma pessoa assim somente pela escolha dos cabelos dela. Todo ser humano é único e possui sua própria opinião, portanto não me sinto no direito, nem no dever de criticar o outro e sim entender.
Acredito que quando passamos a aceitar o próximo e suas escolhas, ai sim deixamos de ser únicos para virarmos um conjunto. 

E na contramão também estou vendo ao contrário.
Pessoas "adeptas" da progressiva e do alisamento criticando duramente quem deseja ser crespa natural e deixar a química de lado. Encontrei até homens odiando o cabelo crespo! Realmente penso que o mundo caminha para o precipicio!


Lembro de no meu antigo serviço ouvir frases tipo: " jamais ia permitir meu filho casar com uma negra de cabelo crespo, que alise o cabelo pelo menos" E acreditem que essas frases vinha de um negro de cabelo crespo!!!
Passeando no shopping ouvi um segurança mencionar o seguinte comentário para o outro de uma moça com cabelos naturais: "nossa ainda existe "neguinha". E eram dois negros se referindo aos cabelos dela.

Hoje em dia já não sei dizer quem é mais intolerante: negros ou brancos?

Outro tipo de preconceito é sobre as quimicadas, no qual me enquadro ultimamente. As que usam quimica são acusadas de também negarem sua raça, isso tanto por negros ou brancos, dizendo que temos que assumir nossa "identidade" e abandonarmos a química por ser algo artificial e estarmos nos auto agredindo.



Bom, uma coisa eu digo, a minha identidade eu já encontrei, e ela faz parte de mim com o seguinte lema: 

"Ser livre é ser quem eu sou e fazer o que gosto, sem me preocupar com a opinião dos outros, essa sim é a minha identidade seja ela crespa, alisada, natural, quimicada, com aplique, com tranças ou careca.

Acho que já passou da hora de respeitarmos os gostos uns dos outros, quem faz a força é a união. Se o cabelo está bem tratado do jeito que você escolheu, então deixe o outro e vá ser feliz! Divirta-se! Curta a vida! Como cantava o Sting nos anos 80: "Be yourself no matter what they say" (seja você, não importa o que os outros digam)






Boa semana para todas vocês. Fiquem com Deus e até a próxima.

9 comentários:

  1. Amiga que texto enriquecedor, nossa sério que vc anda ouvindo isso amiga? Meu deus que país é este? Olha amiga, eu vou te falar a verdade, coisa que nunca falei pra ninguém, mais agora quem ler seus comentários vão ficar sabendo. Quando eu era criança, meus cabelos eram enroladinhos e todos da minha família tinham os cabelos lisos, só eu que não, por ter pai diferente, ai meus tios e tias, primos, e até minha mãe quando se zangavam comigo por motivos banais já que eu era criança, eles me ofendiam falando que eu tinha o cabelo duro, eu cresci odiando meus cabelos, tanto que uma vez minha mãe passou um produto a base de sóda caustica e meu coro cabeludo ficou todo em feridas, nem dava pra pentear, mais ela penteava até sangrar, eu nunca entendi por que tudo isso, eu cresci e na escola me chamavam de cabelo duro pra lá e pra cá, quando eu me tornei adulta comecei a trabalhar parei de usar químicas e deixei ele natural, ficou todo enroladinho, mais depois de muitos anos, por minha própria vontade eu quis fazer progressiva e ficar com cabelos lisos e estou até hoje, mais não foi por ter sido importunada por pessoas da minha própria casa que eu quis mudar, foi por que eu quis, ja que sou adulta e tenho minha própria identidade e personalidade que adquiri ao ficar adulta. Eu não acho certo uma pessoa fazer isso com as outras por causa de seu cabelos ou cor, este tipo de pessoa não tem personalidade e muito menos identidade, pois pra mim ainda não se descobriu, é uma pessoa infeliz que não soube experimentar as coisas boas da vida e fica falando mau de quem faz suas mudanças, afinal temos o livre harbítrio né verdade?! Bom eu apoio todos que querem mudar ou querem ficar ao natural, todas são lindas como querem ser. :D amiga vc arrasou com este texto, vc é demais.... Muito sucesso pra vc minha diva. beijim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda que testemunho incrível, agradeço muito por ter compartilhado esse momento da sua vida conosco, e me sinto feliz em saber que você está bem e feliz com você mesma, te conheço pessoalmente e sei como seus cabelos são lindos e saudáveis. Muito sucesso pra você. Beijos

      Excluir
    2. Ah Carlinda, eu que agradeço pela oportunidade de poder falar aqui no seu blog que eu amo de paixão, que todas possam ser quem elas quiserem ser. Beijim...

      Excluir
  2. Que horror alguém julgar a outra pelo cabelo. Isso é ridículo! Lisos ou naturais a beleza negra é indiscutível! Parabéns pelo texto! Bjs
    comqueroupavouparaigreja.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Jack esse tipo de ódio parece que faz parte do cotidiano de certas pessoas. Não entendo por que perder tempo se preocupando com o cabelo alheio. Beijos

      Excluir
  3. Ótimo post! Ultimamente ando escutando muitas coisas preconceituosas em relação ao meu cabelo. E isso veem de pessoas negras, porém com cabelo alisados. Acredito que o mais importante é respeitar o que cada um escolhe para si. Tenho meu cabelo natural, mas não critico que usa química ou faz escova e chapinha. Acho que as pessoas esqueceram o que significa a palavra respeito!
    http://belezadelakshmi.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, respeitar o próximo é respeitar se a si mesmo. Bjs

      Excluir
  4. preta gostaria de saber se vc voltou a usar o permanente da Niely?? quero usar ele más estou com medo d ñ cachear ?? o permanente americano era ruim???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jaciara tudo bem? sim eu voltei para o niely para o qual não quero largar nunca mais. Estou preparando uma postagem sobre isso, só estou deixando passar a semana de provas na faculdade, fique ligada que vou falar tudo e um pouco mais sobre esse processo do permanente afro e do niely. Beijos

      Excluir

Todos os comentários são moderados. Se fez uma pergunta, volte para ler sua resposta
Seu comentário é muito importante!! Então peço que deixe seu nome/url
(identifique-se)

******Atenção críticas construtivas serão aceitas, mas comentários ofensivos serão deletados. O Blog da Preta respeita o leitor, portanto respeite a autora.*******
O art. 5° da constituição federal diz:
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;


Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
onselectstart='return false'